domingo, 14 de setembro de 2008

Reportagem fotográfica de uma ida ao Cabeleireiro

quando eu entrei estava assim: ( e gelada por dentro!!! ai meus ricos cabelinhos!!!!!)




.................e vai uma tesourada, e vai mais outra, e o meu orgulho começou a ficar mais pequenino, juntamente com o meu cabelinho...........


..................eis que finalmente acabou a tortura, e no final de contas até me portei bem (só limpei as lágrimas dos olhos duas vezes)...............

eis os cadáveres e eis o que sobrou do meu orgulho...............

não fosse ser pelo motivo que é, o saldo até era positivo..


Para quem não acreditava que eu era capaz de tal crime, aqui está a prova!!!!


e daqui a 15 dias é a versão máquina 2.
Depois mostro-vos como foi!!!
beijocas

domingo, 7 de setembro de 2008

Porque é tão difícil ultrapassar...

Após o meu Oncologista ter os resultados que faltavam, chamou-me à MAC, para falar comigo e caso eu quisesse com a minha família.

Do mal o menos, a nível médico consideram que a minha sobrevivência está salvaguardada, claro que vou ter de fazer Quimioterapia agressiva, provavelmente ainda vou ter que voltar ao bloco operatório antes da Quimio, para me ser retirado parte do Ovário para ser "criopreservado", no intuito de tentar que daqui a 5 anos se possa tentar uma possível gravidez, que será muito difícil de se concretizar pois é uma técnica que ainda não está muito desenvolvida e na qual as taxas de sucesso são muito reduzidas.

Os meus médicos estão a fazer tudo para não me tirar a esperança de um dia poder vir a ser mãe de um filho biológicamente meu, no entanto tanto eu como o Luis já nos apercebemos que caso isso aconteça seria um milagre, e como está mais do que provado os milagres não me acontessem a mim.

Custa-me entrar no quarto que estava destinado ao nosso filho/a, já tinha a decoração toda pensada e agora resta-me um "Nada", uma tristeza imensa, a ilusão de que com muita esperança talvez um dia, daqui a 5 anos talvez eu tenha direito a um pequeno milagre. no entanto esta ténue esperança contrasta com a imensa frustração e tristeza que sinto.

Eu sei que nem todos podemos estar destinados a ter filhos, mas porquê eu? porquê?

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Sem Palavras

Prognóstico: RESERVADO

Não consigo expressar a revolta que sinto!!!!